14/01/2016

lanternas luminosas



Aproximei-me do espelho para observar o rosto. Um leve sopro de vapor espalhou-se pelo reflexo produzindo um arco-íris. Uma brisa perfumada propagou-se no espaço. O meu rosto ficou macio, brilhante, as estrelas vieram saudar o meu olhar, enquanto o sol desaparecia no horizonte. Então da minha boca saíram borboletas coloridas e transparentes e dos meus olhos lanternas luminosas produzindo um bonito jardim florido de cristais...


||||||||||

João Eduardo - 14 Janeiro 2016

Sem comentários:

Enviar um comentário