06/06/2017

Ser mulher...






















As mulheres que trabalham no campo passam pelas estações do ano, quer faça sol ou chuva. Ao pôr do Sol transitam para as suas casas onde continuam a labuta das lides domésticas. Após as poucas horas de sono sobressaltadas, as atiram de novo ao inferno do trabalho no campo. Os seus rostos escondem lágrimas enxugadas nos poucos momentos na sombra do descanso, ou quando muito aos lenços e chapéus que lhes cobrem a cabeça. O infortúnio desta vida não tem espaço para sonhar...

Texto de JE, Caldas da Rainha, Portugal, em 2017-06-06





1 comentário:

  1. Agradecendo e retribuindo o carinho da visita. Passeando e emocionando-me por aqui com suas emoções compartilhadas.
    A mulher continua sua saga em todas as terras. Uma chaga que não se apaga.

    Beijão

    ResponderEliminar